sábado, 31 de maio de 2008

DESAFIO BIOGRÁFICO

Recebi um desafio da Smile que consiste em fazer uma muito curta auto-biografia, reduzida a seis palavras que nos definam, que podem ser reforçadas por imagens e sons. Não sei se apanhei bem o espirito da coisa mas aqui vai:

Nasci:Cresci:
Aprendi:
Amor. O meu coração ficou no Alto Douro.
Música:
O meu mundo:

Desculpa Smile mas não vou passar o desafio a ninguém. Fica por aqui para quem o quiser levar.

FARTOTE

Esta, se veio, tocou esta noite.


Esta já está prometida.


Só falta esta para termos cá as três maiores raínhas do bichedo nacional.

sexta-feira, 30 de maio de 2008

CANÇÃO


Este esperma é puro
como a água de um iceberg

Colhido por masturbação
centrifugado capacitado...

Bebe deste esperma simples
ou com gelo e limão

Só assim conseguirás
a redenção
Jorge Sousa Braga
"A Ferida Aberta"

quinta-feira, 29 de maio de 2008

AMA COMO UM HOMEM...


...QUE AMA OUTRO HOMEM.

Your satisfaction
Is growing less
If you come on back to me
Use my address and let you
Love like a man
Love all you can

Ten Years After

A MINHA QUARTA-FEIRA


Quarta-feira à tarde fui finalmente ver o novo Indiana Jones. Apesar de fraquinho não desgostei do filme. As cenas de acção são boas, com a habitual dose de humor que os anteriores filmes nos habituaram. Apesar de bem mais velhinho Harrison Ford continua em boa forma para desempenhar o papel. Aliás "O Reino da Caveira de Cristal" nem pretende esconder a idade de Indiana. A acção passa-se no final dos anos 50 e os inimigos já não são os nazis e sim a União Soviética.

O maior problema está sim, no argumento que é muito fraquinho e tem falta de verosimilhança. Eu sei que num fime que alia a acção e a aventura à fantasia, a verosimilhança é o que menos conta mas ainda assim escapar a uma explosão nuclear dentro de um frigorífico e sair de lá sem ser minimamente afectado por radiações já é demais.

Ainda assim gostei do filme, funciona como uma boa distracção. Além disso ver Cate Blanchett no papel de vilã é mesmo imperdível.


Como estava ali no Saldanha foi um pulinho até chegar ao Parque Eduardo VII para visitar a Feira do Livro de Lisboa.
Lá fui eu conhecer os famosos e polémicos pavilhões da Leya. E comprei três livros baratinhos sobre arte. Já agora quero dar graças pela existência de uma editora chamada Taschen que nos traz bons livros a preços acessíveis. Já quase no fim encontro uma bancada da já extinta Meribérica. Nos velhos tempos eram desta editora as primeiras bancadas que eu procurava para comprar BD. A Meribérica chegou a deter os direitos de prácticamente todos os principais nomes da BD franco-belga.
Tenente Blueberry,
Texto: Charlier
Desenho: Giraud (Moebius)


Agora limitada a uma bancada até me apertou o coração ver livros de colecções que eu demorei anos a juntar, heróis como Valerian, Blueberry, Astérix ou Spirou só para dar um exemplo a preços de um euro. Até o Corto Maltese estava a preço de saldo, claro que não a um euro.

Só de pensar no dinheirão que gastei para comprar todos os meus livros quando ali por cerca de cem euros poderia fazer uma ou duas colecções.
O pior é que não havia nada ao preço de um euro que fosse interessante ou que eu já não tivesse.
Ao fim da tarde dei-me conta que, sem contar com o que andei na feira do livro, acabei por ir a pé de Entrecampos até ao Rossio. Mas eu gosto de andar, acho que é só por isso que não estou gordo :)

quarta-feira, 28 de maio de 2008

AVENTURAS NO REINO DO BACALHAU

Harald V, o Rei do Bacalhau.

Querem copiar as "flexiseguranças" e os modelos nórdicos. Ora fiquei hoje a saber que o salário mínimo na Noruega é de cerca de 4.000€. Uma grande parte dos ordenados vai para os impostos mas eles sabem que o dinheiro é bem investido nos serviços públicos.
Esta é a parte do modelo nórdico que convém esquecer.

Por falar em bacalhau os pescadores já prometeram fazer greve devido ao preço dos combustiveis. Isso quer dizer que se o peixe já custa os olhos da cara, vai passar a custar também as orelhas e o nariz. Meu azar preferir o peixe à carne.

Até quando vamos aguenta isto?

O nível de vida vai-se deteriorando cada vez mais em Portugal. Entretanto o PSD vai-se entretendo com as suas guerrinhas pessoais e disputas de egos. E pior que tudo o povo está cada vez mais alienado.

Depois de Fátima temos agora o Futebol, que até ao fim do Euro, vai conseguir manter os portugueses distraídos. Entretanto o Fado foi substituido pela música pimba com o Quim Barreiros nas festas universitárias e a "famelga" Carreira à boleia da selecção. Para nosso azar ainda se lhes vai juntar o Roberto Leal, vão ver.


Roubado ao We Have Kaos In The Garden, aqui está a cambada de bandidos que nos anda a lixar a todos.

terça-feira, 27 de maio de 2008

O ADEUS A SYDNEY POLLACK


Era ainda bem miúdo e lembro-me de Robert Redford, como um caçador perdido no vazio da montanha em guerra contra os indios que lhe mataram a mulher e o filho adoptivo. "Jeremiah Johnson" seria o meu primeiro contacto com a obra de Sidney Pollack.
Pouco depois vi os "Os Cavalos Também se Abatem". Lembro-me, naquela vez de achar o filme estranho e complicado. Foi preciso vê-lo de novo, já mais velhinho, para se começar a entranhar.

Vindo da televisão, começa a sua carreira no cinema em meados da década de sessenta. Em mais de quarenta anos não realizou muitos filmes: "Os Três Dias do Condor", o divertido "Tootsie" e o belíssimo "África Minha", talvez o mais famoso de todos.
Regressa nos anos noventa com "A Firma" e "Havana", de novo com Robert Redford, o seu actor de sempre.

Argumentista, produtor e actor, Pollack deixa-nos aos 73 anos. E ainda este anos o vimos em grande forma com uma nomeação para melhor secundário em "Michael Clayton" ao lado de George Clonney.

FREEDOM TO DESTROY


Radioactive Toy

Run through forests on a hot Summer day
Trying to break down walls of numbing pain

Give me the freedom to destroy
Give me radioactive toy

Taste the water from a stream of running death
Eat the apple and cough a dying breath

Feel the sun burning through your black skin
Pour me into a hole, inform my next of kin

Run through graveyards on a dusty Winter day
Spit the dirt out and try to say...

Steven Wilson
Porcupine Tree
"On the sunday of Life", 1991

segunda-feira, 26 de maio de 2008

LUA CHEIA



Lua cheia:
com esta moeda de oiro
posso comprar um sorriso

Jorge Sousa Braga

domingo, 25 de maio de 2008

QUAL A TUA FILOSOFIA?

Teste: Que filosofia seguem?

What philosophy do you follow?
You scored as a Hedonism
Your life is guided by the principles of Hedonism: You believe that pleasure is a great, or the greatest, good; and you try to enjoy life’s pleasures as much as you can.

“Eat, drink, and be merry, for tomorrow we die!”

More info at Arocoun's Wikipedia User Page...
Hedonism
85%
Strong Egoism
80%
Existentialism
75%
Utilitarianism
60%
Justice (Fairness)
45%
Apathy
45%
Nihilism
35%
Kantianism
30%
Divine Command
0%

Visto no André Benjamim

Estes testes valem o que valem. Eu sou hedonista, confesso. Acho que não há nenhum mal em disfrutar dos prazeres que a vida nos dá. Por outro lado, não sou assim tão egoísta, 80%, que exagero. Onde acertaram mesmo foi na ligação com o divino.

EUROVISÃO 2008

Teräsbetoni - Missä miehet ratsastaa

Andava há uns dias a tentar evitar o assunto mas hoje não consegui evitar. Esta é para mim a segunda vez em 20 anos que estou a acompanhar o Festival Eurovisão da Canção. Há dois anos um colega aconselhou-me a ver o festival e assim fiz. Nenhuma música se aproveitou mas diverti-me à brava a torcer pela canção da Finlândia. A música era má mas ver uma banda de hard-rock com aquele visual no FEC foi uma surpresa, ainda mais com uma vitória esmagadora. Nem o Eládio conseguiu disfarçar o seu desapontamento.



Este ano passei por acaso pela RTP e lá estava de novo a Finlândia com uma banda de heavy Metal. Apesar de não perceber nada gostei da canção, o som é bom e menos comercial que o dos Lordi. Só não gosto mais porque a lingua finlandesa me soa um pouco estranha.

A canção portuguesa, a comparar com todas as que me lembro dos últimos anos, até nem é má de todo, a mocinha tem uma boa voz e pareceu-me inteiramente cantada em português, o que já é uma melhoria em relação a anos anteriores.

Fora os metaleiros, o extremo mau gosto da canção espanhola, algumas imitações da Britney e as bailarinas de pernoca e rabo ao léu, parece-me que a canção da casa é mesmo uma das melhores. Não, Pinguim, não é por ti, gostei mesmo :)
Já agora o teu Déjan também deve ter gostado dos finlandeses.
Também gostei da Russia. Da canção, nem por isso, mas achei giro o rapazinho a cantar descalço ;)

E parece que o rapazinho russo ganhou mesmo.

Músicas em playback, uma deprimente imitação da Britney Spears em terceiro lugar. Além disso os metálicos finlandeses desta vez não ganharam.
Juro que não me apanham outra vez a ver isto.

sábado, 24 de maio de 2008

THE RETURN OF INDIANA JONES

Já li críticas péssimas e já li críticas maravilhosas. Ainda não vi o filme mas seja como for é o meu herói desde os 12 anos e não vai ser agora que vai deixar de o ser.

Não sei se é do chicote ou da barba de três dias mas adoro o Indiana.

TOSCA


TOSCA Giacomo Puccini

De 15 de maio a 7 de Junho Teatro Nacional de S. Carlos

PARABÉNS MR. SULU

Depois de Ellen DeGeneres agora é a vez de George Takei aproveitar a nova lei do Estado da Califórnia para casar com Brad Altman, seu companheiro há 21 anos.
Para quem não se lembra, George Takei, era o Mr. Sulu do "Caminho das Estrelas".


Que sejam muito felizes os dois e que venham mais para dar muitas dores de cabeça a Mr. Terminator, o governador da califórnia.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

GIMME SHELTER


«Oh, a storm is threatning
My very life today
If I dont get some shelter
Oh yeah, Im gonna fade away»


Rolling Stones, "Gimme Shelter".
"Let it Bleed", 5 Dezembro de 1969.

6 de Dezembro de 1969, a tragédia de Altamont acabava com o verão do amor. Chegara ao fim uma época de grandes revoluções sociais na América e no mundo.
A morte de Brian Jones, alguns meses antes ainda estava na memória de muitos. Os Stones começaram em Novembro desse ano uma tournée americana que deveria terminar no dia 6 de Dezembro com um festival gratuíto em Altamont na Califórnia.


Santana, Jefferson Airplane, Flying Burrito Brothers e Crosby, Stills, Nash & Young eram as bandas escaladas para actuar perante as 300.000 pessoas que compareceram em Altamont.
Depois de três mortes acidentais o jovem Meredith Hunter é mortalmente esfaqueado por um dos Hells Angels, responsável pela segurança do evento durante o concerto dos Stones.

No dia anterior tinha sido lançado o álbum "Leet it Bleed", para mim um dos melhores da história da banda e que marcou a transição entre Brian Jones e o Bluesbreaker Mick Taylor.
"Gimme Shelter" é a faixa de abertura do disco e também a que dá nome ao documentário dos irmãos Maysles que cobre os acontecimentos de Altamont.

Como proféticamente cantava Jagger "muder is just a shot away"

quinta-feira, 22 de maio de 2008

CRUELDADE INTOLERÁVEL


A notícia foi um choque terrível. Parece que de maneira maligna e cruel Luís Filipe Scolari obriga os seus jogadores a ouvir a música de Roberto Leal durante as suas palestras e no autocarro da selecção.
A crueldade do selecionador nacional é intolerável e pode explicar as más exibições que a equipa de todos nós tem feito ultimamente.

Pena que os pobres dos jogadores não possam lavar os ouvidos com a música dos Stones. Para os meus visitantes deixo esta imagem para lavarem os olhos com o jogador mais sexy de sempre da nossa selecção.

O MUSEU DAS PILINHAS


Como grande apreciador de museus acabo de descobrir um bem interessante: O Museu Falológico Islandês.
É isso mesmo que estão a pensar, um museu de falos. São cerca de 261 pénis de cerca de 90 espécies animais, de todas as formas e tamanhos possíveis de imaginar. Enquanto o mais pequeno não ultrapassa os 2mm e precisa de uma lente para ser visto, o maior pesa 70 kilos e tem 1,70 metros de comprimento.
Deuses, é maior que eu!!!!!!

Para enriquecer esta colecção, falta o orgão mais bonito de todos, o humano. Mas não desesperemos pois os responsáveis do museu só estão à espera da morte de um dos quatro beneméritos que se ofereceram para doar o seu precioso instrumento para a colecção.

Sinceramente eu gosto deles bem vivinhos e a pulsar de vigor mas se algum dia passarem por Reykjavik não deixem de visitar este curioso museu.
Via: Caracolinha e Expresso
Site: Phallus.is


Em S. Petersburgo há um curioso museu dedicado ao sexo. O seu fundador é um urologista russo que alega ter na sua colecção o pénis do famoso Rasputin. Ao que parece o famoso mistico russo era dotado de um orgão de 27 cm, o que deve explicar a admiração da czarina pelo excêntrico barbudo.
Com 27 cm ou não tem um aspecto um pouco mórbido.

Digo e repito gosto deles bem vivos e a mexer.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

43º FESTIVAL DE MÚSICA DE SINTRA




Este ano o Festival de Música de Sintra é dedicado á escola russa de piano.
Pelos palcos do Palácio da Vila, de Queluz, da Pena, Regaleira ou do C. C. Olga Cadaval vão passar alguns dos melhores pianistas russos: Viktoria Postnikova, Nikolai Lugansky, Valentina Igoshina, Denis Matsuev Larissa Gergieva que será acompanhada pela meio-soprano Anna Markarova.

Como não encontrei nenhum programa online, é só carregar na imagem da direita.
Ou eu sou um grande cromo que não sabe procurar ou então não há o mesmo, o que seria uma vergonha.

AOS ESTUDANTES PORTUGUESES


Fado Despedida do 5º Ano Juridico

Neste Maio de revoltas estudantis, uma palavra para todos aqueles que se rebelaram contra o sistema vigente e lutaram por um mundo um pouquinho melhor:

Aos jovens da greve académica de 1907 que deram mais um abanão numa monarquia já em avaçado estado de decadência.

Aos jovens da década de sessenta que durante as várias crises de 1962, 65 e 69 abalaram um regime cinzento e fizeram mexer a cinzenta sociedade portuguesa.

Aos jovens da "geração rasca" que combateram a Ministra Ferreira Leite e ousaram mostrar o rabo ao Grilo. Quantos de vocês que me lêm eram estudantes naquela altura?
Para todos eles as

FLORES PARA COIMBRA

"Que mil flores desabrochem. Que mil flores
(outras nenhumas) onde amores fenecem
que mil flores floresçam onde só dores
florescem.

Que mil flores desabrochem. Que mil espadas
(outras nenhumas não)
onde mil flores com espadas são cortadas
que mil espadas floresçam em cada mão.

Que mil espadas floresçam
onde só penas são.
Antes que amores feneçam
que mil flores desabrochem. E outras nenhumas não."


Manuel Alegre
Flores para Coimbra

terça-feira, 20 de maio de 2008

OBVIAMENTE DEMITO-O

Humberto da Silva Delgado (1906-1965)
Há cinquenta anos um furacão abalou o regime salazarista e uma onda de esperança invadiu o país.

"OBVIAMENTE DEMITO-O"

A famosa frase selou o seu próprio destino e ditou-lhe a sentença de morte.

Neste Maio de revoluções seria impensável esquecer a história de Portugal.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

WIFE TRIES TO SEDUCE HUSBAND



Vejam bem este delicioso vídeo até ao fim. Depois expliquem-me porque é que a famosa comunidade do YT marcou este vídeo como inapropriado.
Só pode ser da música do Rossini, não vejo outra razão.

«This video or group may contain content that is inappropriate for some users, as flagged by YouTube's user community.»

domingo, 18 de maio de 2008

NA BOCA OU NA MÃO?



"Eu até gosto mais [de dar a comunhão] na mão, porque há muita gente que nos lambe as mãos"
Quem não gosta de uma boa lambidela?

"Há disparates que se fazem em toda a parte. Por exemplo, as pessoas comungam na mão e levam o Nosso Senhor para a rua."
Padre Feytor Pinto
É que lá fora está muito frio.

"Há muita dignidade em estar de joelhos."
Cónego Luís Manuel
Ora se há...

«Há momentos em que as pessoas se abeiram da comunhão com uma má atitude. Por exemplo, quando os miúdos na catequese vêm comungar e me trazem as mãos escritas e cheias de tinta, eu sou o primeiro a sorrir para eles e a dizer-lhes: “Estas mãos não estão próprias para receber Nosso Senhor. Portanto, hoje dou-te na boca.”»
Cónego Luís Manuel
Pois...

Na boca, na mão ou de joelhos...
A igreja está mesmo a evoluir.


A fé em Deus é compatível com a crença nos extraterrestres, segundo o director do Observatório do Vaticano, José Gabriel Funes, que admite poder haver um planeta habitado por seres que não cometeram o pecado original.

«Como astrónomo, continuo a acreditar que Deus foi o criador do Universo» , explicou hoje, numa entrevista ao jornal do Vaticano Observatore Romano, o padre Funes, um padre jesuíta que dirige o Observatório do Vaticano em Castel Gandolfo, perto de Roma.

No entanto, acrescenta, mesmo que «não tenhamos para já nenhuma prova», «não podemos excluir a hipótese» de haver outros planetas habitados.

«Tal como existe uma multiplicidade de criaturas na terra, poderia haver outros seres, igualmente inteligentes, criados por Deus» , afirma o astrónomo do Papa.

É sempre bom saber que, segundo o Vaticano, já podemos começar a acreditar em extraterrestres.

Está justificada a existência do Bentinho que não é mesmo deste mundo.

Já se sabe que o português põe maldade em tudo, até nas coisas mais inocentes. Isto pretende apenas despertar um pequeno sorriso e não ser insultuoso para ninguém.

sábado, 17 de maio de 2008

DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA A HOMOFOBIA


Busquei na saudade funda
Que os seus olhos me deixaram
A coragem -
E a firmeza resistente
Pra fugir da sua vida.

Agora, já sou aquele
Que os outros querem que eu seja:
Normal, um pobre diabo
Que obedece ao preconceito
Moralíssimo, profundo,
De beijar a eterna esfinge...


- Já deixei o meu amor,
Já fiz a vontade ao mundo.


António Botto
Foto: Howard Roffman

Esperemos que um se possa amar em paz e não seja mais necessário "fazer a vontade ao mundo".

Eu sei que o poema está repetido mas achei-o indicado para assinalar a data.


«No dia 17 de Maio de 1990, a Assembleia Geral da Organização Mundial de Saúde retirou a homossexualidade da sua lista de doenças mentais. Esta acção pôs fim a mais de um século de homofobia médica. Prosseguindo esta decisão histórica, os proponentes pretendem que o Alto Comissariado para os Direitos Humanos e que a Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas condenem também a homofobia nas suas vertentes política, social e cultural, reconhecendo este Dia Mundial Contra a Homofobia. A decisão da OMS constitui uma data histórica e um símbolo forte e por isto a proposta é que este Dia Mundial tenha lugar anualmente no dia 17 de Maio.»

Para ler um excelente artigo de Fernanda Câncio no DN

quinta-feira, 15 de maio de 2008

A EMANCIPAÇÃO FEMININA E A REVOLUÇÃO SEXUAL


Durante a Segunda Guerra Mundial, com a Europa práticamente rendida às forças alemãs, a Inglaterra teve que suportar um brutal esforço de guerra. A maior parte dos homens estava na frente de combate mas o país não podia parar. Assim as mulheres tomaram o lugar dos homens nas fábricas, nos estaleiros, a conduzir comboios ou a operar máquinas. A industria bélica estava mais activa que nunca e eram as mulheres que construiam os tanques, as armas e os aviões.
Com os homens fora eram elas que agora tomavam o lugar deles.


Depois da guerra nada voltou a ser como dantes. Se precisaram delas naquela altura de crise não era agora que as mulheres iam permitir que as relegassem de novo para segundo plano.


A verdadeira revolução feminina começou quando Katherine Mccormick e Margaret Sanger desafiaram e financiaram o cientista Gregory Pincus para que criasse uma pílula contra a gravidez que fosse fácil de usar, eficiente e barata.

O trabalho de Pincus deu frutos e em 1957 era aprovada a venda do Enovid-10, um contraceptivo oral vendido como um medicamento para complicações menstruais. Só a 18 de Novembro de 1960 seria abertamente aprovada a sua venda como método contraceptivo.

Com a pílula a mulher estava agora livre para viver em pleno a sua sexualidade sem o receio de engravidar. A generalização do uso do contraceptivo oral não foi fácil, perante a resistência da igreja e da sociedade machista, muitas mulheres foram obrigadas a tomá-lo à revelia dos próprios maridos.

Em 1967, apenas alguns meses antes do início dos protestos do Maio de 1968, era aprovada a venda da pílula em França.



A pílula foi a grande invenção que permitiu a libertação da mulher e conduziu à grande revolução sexual que levou ao Maio de 68 e ao "Verão do Amor".

Em 1969 a revolução sexual e a contestação à guerra do Vietname atingiam o seu auge com 3 dias de amor, paz e música, em Woodstock, uma pequena localidade rural do Estado de Nova Iorque.



Canned Heat - Going up the Country

CONFISSÕES DO NEY


"Ao me confessar, o padre logo perguntou: 'Você já fez saliência com as meninas?' Eu disse que não e ele emendou: 'E com meninos?'. Então me perguntei 'E pode?'"

Ney Matogrosso para a revista Rolling Stone

Via: BLITZ

quarta-feira, 14 de maio de 2008

DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS

As Tentações de Santo Antão, painel central(1495-1510)
Hieronymus Bosch(1450-1516)
Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa


Dia 18 de Maio comemora-se mais um Dia Internacional dos Museus. Mais uma vez a data será celebrada em vários museus e monumentos do nosso país que terão entrada gratuíta ao longo de todo o dia.
No entanto a festa começa logo na noite de 17 para 18 de Maio com a Grande Noite dos Museus, que vão estar abertos durante a noite com visitas guiadas, concertos, peças de teatro e filmes e muitas outras actividades.


terça-feira, 13 de maio de 2008

BLOWING IN THE WIND



How many roads must a man walk down
Before you call him a man?
Yes, 'n' how many seas must a white dove sail
Before she sleeps in the sand?
Yes, 'n' how many times must the cannon balls fly
Before they're forever banned?
The answer, my friend, is blowin' in the wind,
The answer is blowin' in the wind.

How many times must a man look up
Before he can see the sky?
Yes, 'n' how many ears must one man have
Before he can hear people cry?
Yes, 'n' how many deaths will it take till he knows
That too many people have died?
The answer, my friend, is blowin' in the wind,
The answer is blowin' in the wind.

How many years can a mountain exist
Before it's washed to the sea?
Yes, 'n' how many years can some people exist
Before they're allowed to be free?
Yes, 'n' how many times can a man turn his head,
Pretending he just doesn't see?
The answer, my friend, is blowin' in the wind,
The answer is blowin' in the wind.

Bob Dylan, «The Freewheelin'», Maio, 1963
Foto tirada por mim numa das minhas praias favoritas

sábado, 10 de maio de 2008

D. JOÃO VI HOMOSSEXUAL?

D. João VI (1767-1826)

A propósito dos 200 anos da chegada da corte ao Brasil, venho descobrir, com alguma surpresa, que o rei D. João VI mantinha relações com o seu favorito, o Tenente General Francisco Rufino de Souza Lobato.

Segundo o historiador Tobias Monteiro, D. João VI, seria regularmente masturbado pelo seu favorito. O facto teria sido testeminhado por um tal padre Miguel que servia na Fazenda de Santa Cruz, local de repouso e férias da família real. O testemunho do padre é a única fonte desta informação. Não há grandes certezas sobre a veracidade do depoimento deste membro do clero, o certo é que foi desterrado para o bispado de Angola após o mesmo.

Outro facto pertinente foi a atribuição do título de Visconde de Vila Nova da Rainha a Francisco Rufino por D. João VI, elevando à nobreza, pela primeira vez, um servidor particular do Palácio.

Talvez nunca se saiba se a história é verdadeira. O facto é que com uma esposa como Carlota Joaquina, feia como um bode, e que alegadamente, não se cansava de enfeitar a testa do pobre monarca, não é de admirar que também este gostasse de dar as suas facadinhas.


Maria Leopoldina Josefa Carolina de Habsburgo (1797-1826)

A homossexualidade nas cortes europeias não é surpresa para ninguém, por isso não é de estranhar que esta também existisse na corte portuguesa no Brasil.
Ao mais alto nível, além do caso de D. João VI, também a sua nora, D. Leopoldina, Arquiduquesa da Áustria, casada com o Principe D. Pedro, futuro D. Pedro IV de Portugal e primeiro Imperador do Brasil, teria um caso com a sua dama de companhia Maria Graham.

São conhecidas várias cartas que revelam uma grande ternura e amor entre as duas.
A vida conjugal da pobre imperatriz não foi muito feliz pois era constantemente afrontada pelas infidelidades do seu marido com D. Domitila de Castro, a Marquesa de Santos. Por isso também não é de estranhar que também ela procurasse outros colos.

Ainda não comecei o meu curso de História e já estou a descobrir coisas interessantes que de certeza nunca vão aparecer nos manuais escolares.

PARABÉNS AMIGAS


Nas últimas semanas tenho visto vários amigos aqui desta rodinha blogosférica comemorar os aniversários das suas relações.

Ao ver tantos casos de sucesso só me apetece dizer que foi derrubado aquele velho mito de que os homossexuais são incapazes de manter relações duradouras.
O melhor exemplo que posso dar são estes dois meninos que estão juntos há 21 anos. A maior parte dos casamentos que conheço nem sequer durou metade.

Este post é dedicado a estas duas meninas que ontem celebraram o seu sétimo aniversário juntas.
Se este blogue hoje existe devo-o à Lua ( que, mal me conheceu percebeu logo tudo e ajudou-me a abrir os olhos e começar a aceitar o que sou.
Por isso muito obrigado e espero daqui a muitos anos poder continuar a celebrar esta data com vocês.
Se o restaurante japonês já não existir, ou se o empregado deixar de piscar o olho ao J ;) a gente escolhe outro sítio.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

A RONDA DA NOITE

A Ronda da Noite, 1642
Rembrandt (1606-1669)
Não, não é no museu.
Ele está num cinema perto de si.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

BACK TO SCHOLL


No próximo dia 28 de Junho comemoro dez anos de permanência no meu emprego. Olhando para trás vejo que foram dez anos em que me deixei acomodar e estagnei por completo.
Em primeiro lugar devo dizer que apesar do miserável salário, sou um priviligiado.
Sim, tenho o privilégio de possuir um emprego relativamente seguro, além disso sei que há pessoas que têm que se governar com ordenados de cerca de 400 euros por mês. Por isso, pensando bem, até sou um grande sortudo.

Como eu dizia acomodei-me durante estes dez anos e deixei-me entregar à preguiça. Agora acabou-se!
Estou farto da humilhação, muito típica neste país, de ser obrigado a tratar os superiores por Sr. Doutor, Sr. Engenheiro ou Sr. Arquitecto.

Como parece que neste país, só dão valor a quem tem um título académico atrás do nome, resolvi regressar à vida de estudante. Depois de uma prova escrita e de uma entrevista em que obtive uma média de 16 valores, a coisa tornou-se oficial.
Agora só falta tratar da matrícula para em Setembro iniciar a minha licenciatura em História.
Sei que vai ser duro, que vou perder muitas horas de sono, e pior que tudo, vou passar pelo menos três anos sem um tostão no bolso. No entanto vai valer a pena pois este vai passar a ser o maio 2008 da minha vida.

Imagem: Estátua do Rei D. Afonso Henriques(1110,1185)
Jardim do Campo Grande, Lisboa

quarta-feira, 7 de maio de 2008

UNDER BARACK OBAMA



Parece que vai ser isso mesmo que vai acontecer.

terça-feira, 6 de maio de 2008

UMA NO CRAVO OUTRA NA FERRADURA


Ai, eu sou muito moderno e tal
mas legalizar... Não sei...

Pedro Passos Coelho em entrevista ao Correio da Manhã:

CM: Repugna-lhe a ideia dos casamentos homossexuais?

PPC: Não me repugnam nada os casamentos homossexuais.

CM: Se essa questão se colocar em termos legislativos qual será a sua posição?

PPC: Não tenho uma posição fechada sobre isso. Não tenho uma visão conservadora da vida social. Não tenho nada uma visão conservadora. Há muitas vezes pessoas que se colocam numa posição de grande liberalidade em matéria económica mas que depois são muitas conservadoras em matéria social. Não sou um conservador social e portanto tenho uma visão aberta do que são as novas relações sociais.

CM: Mas defende a legalidade dos casamentos homossexuais ou não?

PPC: Não estou com isto a dizer que defendo uma ou outra solução já prática do ponto de vista legal, nomeadamente a celebração dos casamentos. A vida hoje em dia alterou-se muito, sabe que já há as uniões de facto que são muito mais abrangentes do que se pensaria há uns anos atrás. Não sei qual é a solução legal mas não tenho nenhum preconceito, nem nenhuma atitude fechada em relação às soluções legislativas.

A direita portuguesa:
Modernos mas pouco.

Via: Portugal gay

segunda-feira, 5 de maio de 2008

PARA QUE FIQUE BEM ESCLARECIDO


Carregar na imagem para aumentar.

domingo, 4 de maio de 2008

QUE SAUDADES

DE ROLAR CONTIGO NUMA CAMA DE FLORES

sábado, 3 de maio de 2008

CHUMBAWAMBA - MOUTHFUL OF SHIT

video


Hoje, logo de manhã, tinha esta mensagem do You Tube na minha caixa de correio:

"The following video(s) from your account have been disabled for violation of the YouTube Community Guidelines:
Chumbawamba - Mouthful of shit - (Specialkapa)
Your account has received one Community Guidelines warning strike, which will expire in six months. Additional violations may result in the temporary disabling of your ability to post content to YouTube and/or the termination of your account. Sincerely, The YouTube Team "

Gostaria de saber o que tem este vídeo para me acusarem de violar as regras lá da comunidade deles.
Seria por ridicularizar o Bush?
Seria por ter uma fotografia do Berlusconi todo nu? Nem sei se essa fotografia é verdadeira.
Ou será por ridicularizar alguns dos piores cromos da política e sociedade portuguesa?

Agora quero ver se o Blogger também me censura o vídeo.

Realmente isto está a precisar de um novo Maio de 68.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

MAIO DE 68

"Sous les pavés, la plage"
Boulevard Saint-Michel, 4 Maio, 1968
Foto de Robert Doisneau



1968, um grupo de jovens da Universidade de Nanterre, nos arredores de Paris, descontente com o facto de não poder conviver com as raparigas no mesmo dormitório, iniciou um protesto contra o reitor. Quando este chamou a polícia iniciaram-se os confrontos, a repressão que se seguiu levou ao encerramento da universidade mas o rastilho estava já aceso e era impossível apagá-lo. No dia 2 de maio de 1968, os protestos chegam à Sorbonne.

Em solidariedade com os colegas de Nanterre, os estudantes tomam a universidade e formam barricadas para resistir às forças policiais. Seguem-se vários dias de batalha campal com gás lacrimogénio e cocktails molotov.

13 de Maio de 1968, os trabalhadores franceses iniciam uma gigantesca greve e juntam-se assim aos protestos dos estudantes.

Por todo o lado começam a surgir os ecos da revolta parisiense: Alemanha, Itália, Polónia, Checoslováquia e Estados Unidos, começam também a sentir os ventos de mudança.

Nos Estados Unidos, 1968, foi um ano agitado pelas mortes de Marthin Luther King e Robert Kennedy. Vários motins alastram por todo o país enquanto crescem os protestos contra a guerra do Vietname.
Foi na Universidade de Columbia que se deram as principais manifestações estudantis em resposta à descoberta de uma ligação entre a universidade e o Pentágono.

Tanques em Praga


Em Abril de 1968 nascia na antiga Checoslováquia a esperança numa nova forma de socialismo com uma "face mais humana". Alexander Dubcek, era o líder do Partido Comunista checo, foi ele que iniciou as reformas que ficariam conhecidas pela "Primavera de Praga". Durante cerca de quatro meses os checos viveram um sonho de democracia: Liberdade de imprensa e tolerância religiosa eram algumas das propostas de Dubcek para a nova Checoslováquia. Em Agosto, Brejnev respondia com tanques contra o sonho de liberdade dos checos.


Liberdade sexual, emancipação feminina
Foto de Robert Doisneau


1968, foi um ano que mudou o mundo. Os jovens finalmente conseguiam transformar a sociedade. Apesar de muitos países já viverem em democracia, foi só a partir desta data que muitas destas liberdades passaram a estar asseguradas.


Liberdade de expressão
Liberdade sexual
Igualdade de género
Corte com os valores das décadas passadas
Igualdade social
Fim da guerra no Vietname
Melhores condições de ensino
Menor intervenção da religião no estado e na sociedade


Será que o mundo precisa de um novo Maio de 68?