terça-feira, 27 de maio de 2008

O ADEUS A SYDNEY POLLACK


Era ainda bem miúdo e lembro-me de Robert Redford, como um caçador perdido no vazio da montanha em guerra contra os indios que lhe mataram a mulher e o filho adoptivo. "Jeremiah Johnson" seria o meu primeiro contacto com a obra de Sidney Pollack.
Pouco depois vi os "Os Cavalos Também se Abatem". Lembro-me, naquela vez de achar o filme estranho e complicado. Foi preciso vê-lo de novo, já mais velhinho, para se começar a entranhar.

Vindo da televisão, começa a sua carreira no cinema em meados da década de sessenta. Em mais de quarenta anos não realizou muitos filmes: "Os Três Dias do Condor", o divertido "Tootsie" e o belíssimo "África Minha", talvez o mais famoso de todos.
Regressa nos anos noventa com "A Firma" e "Havana", de novo com Robert Redford, o seu actor de sempre.

Argumentista, produtor e actor, Pollack deixa-nos aos 73 anos. E ainda este anos o vimos em grande forma com uma nomeação para melhor secundário em "Michael Clayton" ao lado de George Clonney.

9 comentários:

pinguim disse...

Um nome grande do cinema americano deixou-nos; embora esperada, a sua morte deixa-nos pesarosos e mais pobres.
Abraço.

Catatau disse...

Sempre gostei do doloroso "Os cavalos também se abatem". O África Minha e o Tootsie são incontornáveis na sua filmografia, tal como o R. Redford no meu imaginário homoerótico. ;)

gitas disse...

Os cavalos também se abatem foi um marco e outro foi África minha.
Beijos

Su disse...

fiquei aqui re.lembrando.....

(belo som)

jocas maradas...sempre

Algbiboy disse...

É o ciclo da vida... perdeu-se um grande homem, fica a sua obra...
Abração grande

Socrates daSilva disse...

É uma pena estes génios terem de partir. Mas, com a sua obra "libertam-se da lei da morte".
Abraço

Special K disse...

Pinguim: para mim foi uma surpresa não sabia que ele estava doente.
Um abraço.

Catatau: "Os cavalos..." é mesmo doloroso, mas é um grande filme assim como o "África Minha". Por vezes a alma do realizador encontra-se naqueles filmes menos conhecidos, por isso o meu preferido é mesmo "Jeremiah Johnson" ou "As Brancas montanhas da Morte" em português.
Um abraço

Gitas: Foram ambos, e o Toostsie não será própriamente um filme brilhante mas é muito divertido. E o Dustin Hoffman para não variar está perfeito.
Beijos

Su: Sempre relembrando pois recordar é viver.
Beijos

Algbiboy: Sim essa espero que dure para sempre.
Um abraço.

Sócrates: É a sua obra que os torna imortais.
Um abraço.

Smile disse...

Africa Minha um dos meus filmes predilectos… por acaso já tinha colocado um excerto do filme no meu cantinho… Também gosto da Tootsie, um filme bem diferente dos restantes. Há uns anos vi "Os Cavalos Também se Abatem" e também o achei estranho e não entendi… hoje vejo o filme com outros olhos.
Além de um grande realizador perdeu-se um grande homem,
Bjs e um Big Smile

Special K disse...

Smile: África Minha é o grande filme que o consagrou.
Foi-se o homem ficou a obra.
Bjks