segunda-feira, 26 de novembro de 2007

LEMBRA-TE DE CESARINY

Mário Cesarinny, Auto-retrato

"Gostava de ter uma daquelas mortes boas, em que uma pessoa se deita para dormir e nunca mais acorda"

Mário Cesariny de Vasconcelos, "Autografia"


Lembra-te

Lembra-te
que todos os momentos
que nos coroaram
todas as estradas
radiosas que abrimos
irão achando sem fim
seu ansioso lugar
seu botão de florir
o horizonte
e que dessa procura
extenuante e precisa
não teremos sinal
senão o de saber
que irá por onde fomos
um para o outro
vividos

Mário Cesariny
Imagem: Henri Cartier-Bresson


Faz um ano que ele partiu, parece que foi ontem.

3 comentários:

gitas disse...

Bela homenagem:)
Adoro este poema e o fotógrafo:)
beijos

pinguim disse...

Cesariny continua bem vivo nas mùltiplas facetas em que se destacou.

Special K disse...

Meu amigos, é verdade, Cesariny continua bem vivo Pelo que eu vi por essa blogosfera as pessoas não o esqueceram.
Um abraço aos dois