segunda-feira, 19 de novembro de 2007

A IGNORÂNCIA HUMANA



Não era para comentar este assunto, são coisas que me enervam de tal modo que nem consigo falar delas de uma maneira racional. Entretanto soube através do André Benjamim que já há uma petição a favor deste cozinheiro na internet. Não sei se vai dar em alguma coisa, pelo menos é uma forma de tentar abrir os olhos a muita gente.


A minha amiga Garamond pergunta a si própria se seria capaz de frequentar um restaurante cujo cozinheiro fosse seropositivo?

Ela seria capaz e eu também.

Em primeiro lugar, quando vou a um restaurante não tenho por hábito pedir a ficha médica do cozinheiro.

Em segundo lugar já abracei e beijei pessoas com SIDA, até agora todas as minhas análises foram negativas.

Quando falo em beijar, falo em beijos de amizade. Nunca tive nenhuma relação intima com pessoas infectadas. Se por acaso acontecesse há sempre maneiras de partilhar a intimidade, claro que seriam precisos alguns cuidados adicionais.

9 comentários:

Sarracenia purpurea disse...

Não sei se será por falta de conhecimento (o que sinceramente acho dificil), ou pura ignorância e não querer saber, mas o que é facto é que milhares de pessoas têm preconceito e não aceitam pessoas seropositivas. Talvez por ser ainda uma doença de difícil cura, ou ainda por ser transmitida sexualmente (sabe-se que também há muito preocnceito relacionado com a sexualidade) e talvez um dia isso venha a mudar, talvez não...
Beijos

Sniqper ® disse...

Uma prova de coragem, abordar um tema da actualidade, tão publicitado pela Comunicação Social, que mais uma vez faz um papel triste, direi mesmo inútil pela falta de esclarecimento sobre a forma de ontágio e ainda mais grave deixando no ar, dúvidas que nada mais fazem do que lançar confusão nas mentes.
Triste país este, de merda, desculpa mas é esta a palavra certa de merda, em que todos os dias somos bombardeados pelo negativismo e não pelo conhecimento.
Parabéns pela tua coragem, eu estou numa de aguardar o desenrolar do processo, depois irei falar, disso podes ter a certeza, até lá um abraço.

Special K disse...

Meus amigos é ainda uma doença, que além de todo o sofrimaento ainda arrasta consigo o estigma social. Para muita gente esta ainda é uma doença de "paneleiros e drogados". Enquanto se continuar a pensar assim, muito mais gente vai morrer.
Obrigado pelos vossos comentários.

Special K disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rato do campo disse...

Penso que muitas pessoas PRECISAM de ser ignorantes como única forma de se sentirem superiores aos outros, acreditando, assim, que não lhes chegará. Oxalá nunca precisem de se enganar... Abraço!

pinguim disse...

É caso para dizer: O que é que o cú tem a ver com as calças????

Paulo disse...

realmente, nunca tinha pensado em pedir a ficha médica do cozinheiro, mas e se o pessoal se lembrar de o fazer?
quanto a pessoas infectadas... quantas vezes não me interrogo se x ou y não será (muitas vezes até alunos)... chego à conclusão de que o melhor é nem pensar muito no assunto que há pessoas que estão e nunca nos passaria pela cabeça.

Special K disse...

Rato do Campo: Espero que tenhas razão e eles não precisem de se enganar. O pior é que a ingnorância também mata.
Um abraço.

Pinguim: Tens razão, o cu não tem nada a ver com as calças. Mas vai lá dizer isso aos juízes.
Um abraço

Paulo: Por acaso nunca penso nisso, a não ser que eu queira ter sexo com essa pessoa. Mas o procedimento é sempre o mesmo: "Camisinha!"
Um abraço

Paulo disse...

claro, é isso mesmo: camisinha!