sexta-feira, 13 de junho de 2008

QUISESSES


Quisesses tu falar-me do que eu sinto
quando me vens à noite encher de sonho
Só com a tua presença?!

António Botto

11 comentários:

Catatau disse...

Tanto... reunido em tão curto espaço. É o que tem António Botto: é essencial. :)

gitas disse...

Espectacular post! Parabéns:)
Beijos

g disse...

Que foto!
Bjs

Algbiboy disse...

Diz-me algo...
Abração grande
Miguel

Special K disse...

Catatau: Entre os muitos poetas que eu adoro o Botto é mesmo daqueles imprescindíveis.
Um grande abraço.

Gitas: obrigado.
Bjks

G: A foto é belíssima e não falo só do modelo ;)
No site de onde a tirei a mesma foto estava cortada de maneiras diferentes e cada uma ia revelando cada vez mais o rapazito. Esta é a que menos revela e a que mais estimula a imaginação.
Bjks

Meu caro Miguel, os poemas do Botto dizem-me sempre tanto...
Um abraço

pinguim disse...

O Botto está na moda, e ainda bem, pois é um dos meus poetas de sempre, desde há décadas...
A foto? Soberba!
Abraço.

Special K disse...

Pinguim: Se há coisa que nunca gostei foi de modas. Mas no caso do Botto é mais que justa. Que tenha agora o reconhecimento que nunca teve em vida.
Um abraço.

Paulo disse...

O Eduardo Pitta está a fazer a edição crítica que a Quasi está a publicar. Cá está um revivalismo que também merece muito a pena!

Special K disse...

Paulo: Obrigado pela notícia. Cá ficamos à espera.
Um abraço.

Keratina disse...

Ai Botto, Botto, até parece que me tens lido os pensamentos ultimamente, lol

Special K disse...

minha cara Keratina, não sei se te li os pensamentos mas o Botto está sempre aqui comigo como um dos grandes poetas da lingua portuguesa.
Bjks