quarta-feira, 23 de abril de 2008

DESAFIO LITERÁRIO


A Memory lançou-me um desafio que consiste em eleger 5 escritores ou livros da minha preferência e um livro ou escritor que deixaria apodrecer na prateleira. Decidi aproveitar o facto de hoje se assinalar o Dia Mundial do Livro para responder a este repto literário.

Estes desafios não são fáceis pois há tanto por onde escolher. Claro que nesta lista não estão todos os meus favoritos apenas aqueles que por um motivo ou por outro estão a mexer ou já mexeram comigo.

Quem conhece os meus blogues já deve ter reparado na importância que a poesia tem para mim. Podia mencionar aqui dezenas e dezenas de poetas que eu gosto mas vou apenas referir um:
António Botto, porque sempre me senti tocado pelas suas "Canções", pela sensibilidade, sensualidade e amor homoerótico.

Eça de Queiroz, porque é omeu escritor português favorito em prosa. Ainda em adolescente, numa fase de revolta anarquista contra o governo, sociedade e religião, deliciei-me com os pecados perversos de um padre chamado Amaro. Em seguida devorei prácticamente toda a obra dele, incluindo os tão odiados "Maias". O retrato e a sátira social, tornam-se por vezes um pouco assustadores ao percebermos que muitos dos piores vícios daquela altura ainda estão hoje tão actuais.

O Processo, Franz Kafka. Já o li há muitos anos, mas infelizmente o nosso mundo está constantemente a recordá-lo. Há tantos senhores K. a sentir as injustiças deste mundo.

Claro que a propósito do livro tinha que recordar o filme do grande Orson Welles.


Joaquim Pedro de Oliveira Martins. Um dos grandes nomes da famosa Geração de 70, escreveu, já muito perto do fim da sua vida, este livro sobre "Os Filhos de D. João I". O rei que iniciou a dinastia de Avis, é a personagem da História de Portugal que mais me fascina.

O casamento com D. Filipa de Lencastre, a glória de Ceuta, o desatre de Tânger e as intrigas que levaram à morte do Infante D. Pedro em Alfarrobeira. Tudo isto num simples livro sobre um dos períodos mais interesantes da nossa história.


Oscar Wilde, não precisa de apresentações, está nesta lista porque é um dos maiores vultos da literatura mundial e não foi há muito tempo que reli "O Retrato de Dorian Gray".

Na minha prateleira não apodrecem livros, porque se sei que não gosto, nem sequer entram cá em casa.
É o caso de todas essas pessoas que lançam livros só porque um dia apareceram na televisão ou nas revistas e se julgam famosos. Não preciso de os nomear os casos são conhecidos:
A amante do dirigente desportivo, que com dor de cotovelo, decide escrever um livro a contar os podres e os hábitos flatulentos do mesmo.
A tiazinha de Cascais que quase nasceu numa barraca mas tem a mania de escrever livros de etiqueta.
E essa tão amada escritora do "social light", que se julga um grande vulto da literatura, só porque vende tantos livros como o Tony Carreira vende discos.

26 comentários:

Catatau disse...

"Eça" escolha partilho contigo. E o Orson, também, pois tá claro. Desculpa lá, mas o meu podium ia para o Lobo Antunes. Quanto à compostagem, acrescentava os escrevinhadores oriundos de "rialitichous", apresentadores de tv e das tertúlias pinklotion. ;)

Keratina disse...

E mesmo assim ficam muitos de fora...tantos...

Quando entro na Fnac até fico doida com a quantidade de "obras" que saem das fornadas das editoras.
Acho que a idade e as experiências de vida vão-nos ensinando a gostar de diferentes e variadas coisas ao longo do tempo.
Beijoka!

pinguim disse...

Permito-me estar em completa sintonia contigo no poeta escolhido; que me perdõem Sophia, Andrade, Florbela, Al Berto e claro, Pessoa.
"As canções" são com "O Principezinho" e "Memórias de Adriano" os meus livros de sempre.
E Eça é incontornável...
Abraço.

Luís Galego disse...

"Como toda gente, só disponho de três meios para avaliar a existência humana: o estudo de nós próprios, o mais difícil e o mais perigoso, mas também o mais fecundo dos métodos; a observação dos homens, que na maior parte dos casos fazem tudo para nos esconder os seus segredos ou de nos convencer que os têm; os livros, com os erros particulares de perspectiva que nascem entre as suas linhas." in Memórias de Adriano de Marguerite Yourcenar

Se existo algo porque vale a pena,depois das pessoas que amamnos, o livro é sem dúvida o maior pretexto de existência. Yourcenar e as memórias de adriano a cereja em cima do bolo.

Algbiboy disse...

Muito bom gosto amigo special, também enumerava esses e muitos mais. E quanto aos que apodrecem, eu sou exactamente igual e da mesma opinião. Não presta não entra cá em casa.
Abração grande
Miguel

socrates dasilva disse...

Boa escolha sem duvida! Uns já conheço, outros tenho a curiosidade latente.
Quem gosta de ler tem que ser boa gente...
(É o dia mundial do livro? Não sei como essa me passou...)
Abraço

André Benjamim disse...

todos os livros que referes estão entre os meus preferidos, ou favoritos, exceptuando o do Oliveira Martins, que não conheço... Gosto muito do António Botto, mas que me perdoe o pinguim, que o meu preferido é o Fernando Pessoa, perdão, o Álvaro de Campos! Claro que escolher cinco é uma tarefa árdua e ingrata... Eu escolheria uns Cinco Mil...

Permitam-me discordar, mas em minha casa entram todos os livros... Só o prazer de folhear o papel... Claro que há muitos que não gosto... Mas ficam à espera de alguém que entre em minha casa e que goste... Todos os livros são bem-vindos... Não me responsabilizo pela sua leitura... Mas também não terei tempo para ler todos os livros que gostaria...

Um Grande Abraço, que o comentário já vai longo.

The Unfurry Swear Bear disse...

Com tanto livro optimo que existe neste mundo, as editoras estão mais interessadas em livros de suposta auto-ajuda e outras diarreias literárias.
Já qualquer jogador de futebol tem a lata de se chamar escritor enquanto que tenho sérias duvidas que tenham lido os "próprios" livros...

gitas disse...

Tens bom gosto:)
Beijos

sp disse...

Livros e livros e mais livros. Ainda hoje comprei mais 2.
Que vício!!!

Um abraço.

Special K disse...

Catatau, não tens nada que pedir desculpa. Há tantos bons escritores que seria impossível mencioná-los todos num só post. O Lobo Antunes é um deles.
Um abraço.

Special K disse...

Keratina, já somos dois, com a agravante de na Fnac eu me perder nos livros, na música e nos filmes.
Já agora como é que eu faço para poder aceder ao teu blogue?
Um beijo

Special K disse...

Pinguim, sabes que eu gosto muito de poesia e temos tão grandes poetas que poucos leio em língua estrangeira. O Botto foi daqueles que me conquistou logo à primeira.
Um abraço.

Special K disse...

Luís Galego, e que cereja, meu amigo.
A Marguerite Yourcenar também poderia figurar nesta lista. Achas que os livros que lemos também são um retrato do que nós somos? Como diz-me o que lês e eu digo-te quem és?
Um abraço.

Special K disse...

Obrigado Miguel, um grande abraço para ti também.

Special K disse...

Sócrates, gostei muito desssa tua tua frase: "Quem gosta de ler tem que ser boa gente". Condiz bem com um nome tão filosófico ;)
Um abraço.

Special K disse...

André Benjamim: O Oliveira Martins vem do meu grande gosto por história e pela admiração por D. João I de "Boa Memória".
Quanto à prateleira é a tua opinião, também tenho alguns livros que não gostei, cá continuam. O que quero dizer é que logo à partida recuso-me a gastar dinheiro com certos "escritores" que não o merecem.
Um abraço.

Special K disse...

Unfurry, acredita meu amigo que pensei nos jogadores, treinadores e dirigentes de futebol, mas depois já era um rol muito extensivo. Implicitamente estão todos lá incluidos.
Um abraço.

Special K disse...

Gitas, muito obrigado.

SP, os livros são sempre um bom investimento.
Beijos e abraços aos dois.

Memory disse...

Boas escolhas, sim senhor. São tantos os bons livros e bons escritores que por vezes é dificil escolher uns em detrimento de outros. Como tu dizes e bem, os livros são sempre um bom investimento. Muitas vezes também companheiros dos nossos tempos livres....

Beijos

André Benjamim disse...

ola special k, eu também me recuso a gastar dinheiro com certos livros! Estava apenas a meter-me contigo... Até porque há muitos nas minhas estantes que, não apodrecendo, estão pejados de pó!...

Abraço.

Special K disse...

Obrigado Memory, os livros são mesmo grandes companheiros e ensinam-nos muito.
Obrigado por me passares o desafio.
Um beijo.

Special K disse...

Caro André também tenho alguns a apanhar pó, foram oferecidos ou comprados ao engano. Quanto às brincadeiras tu e qualquer outro estão sempre à vontade. Assim como nunca vou levar a mal uma opinião contrária.
Um grande abraçpo.

Paulo disse...

Gosto das tuas escolhas, mas gosto sobretudo das justificações. Acho que teria muita dificuldade em escolher (aliás tenho dificuldade em escolher seja o que for quando o rol de oferta é grande).
Também tenho uma política de que o que não gosto não entra. Alguns já entraram, mas não voltam a entrar e pronto! O médico não me recomenda!
Abraço

Special K disse...

Paulo, a escolha é sempre difícil e claro que nem sempre pode incluir todos os favoritos, limitei-me a mencionar aqueles livros que por vários motivos me estão a influenciar neste momento.
Quanto ao teu médico parece que te dá boas recomendações.
Um abraço.

Robson disse...

< >
Link patrocinadoInglês em Los Angeles EUA - www.languagesystems.com - Preços Acessíveis, Visto de estudante, Nós falamos Português
« Voltar para Caixa de entradaArquivarDenunciar spamExcluirMais ações... Marcar como não lida Marcar com estrela--------Aplicar marcador: Novo marcador...‹ Próximas 2 de 11 Anteriores ›
A lógica da Franga Encurralada Caixa de entrada
Responder
Responder a todos
Encaminhar
Imprimir
Adicionar Marcelo à lista de contatos
Excluir esta mensagem
Denunciar phishing
Mostrar original
Texto de mensagem truncado?
Marcelo Mirisola para P, Ana, Bruno, Clarah, ivana, luiz, luminis, celso, denise, mim, Marcelo, antenore, Vendas, Greg, paulo, pedro, astier, walter, Nirlando, rimenna, Reynaldo, Alfred, larissa, Luciana
mostrar detalhes 07:41 (5 horas atrás)

Caros,

Já está no ar "A lógica da Franga Encurralada"

No www.congressoemfoco.com.br

Abraços,
M.M


--------------------------------------------------------------------------------
Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para armazenamento!



Responder Responder a todos Encaminhar Convidar Marcelo para o Gmail





Responder
Responder a todos
Encaminhar
Imprimir
Adicionar Robson à lista de contatos
Excluir esta mensagem
Denunciar phishing
Mostrar original
Texto de mensagem truncado?
Robson Araújo para Marcelo
mostrar detalhes 10:24 (2½ horas atrás)

5/19/2008
sem saia
São comuníssimos os erros com o verbo fechar, por isto abro onde alguns abrem, com o verbo enxergar: enxergo agora onde quero chegar, irregular dar, assim como os verbos regulares( aqueles que regulam o que escrevo) agrafo pena.
Novamente revisto atualizado aumentado pela introdução de signos de tecnologia recente registro os vocábulos usados em Brasília e arredores com um breve estudo da origem e evolução da língua dos outros e vai também a pronúncia normal dos daqui: a pauta certa para o sucesso, museu vivo da memória candanga, estagiária oficial, palmas, aquele mundo descampinado que se avista da vargem, fim de mundo a lei e a ordem não tem caminho certo, desculpe não dá para acreditar. Mentira. Ainda tem coragem de andar empurrando canoa por essas lagoas e rios?
Enrodilhou o pano grande no bambu: o que é português brasiliense? - É muito comum ouvir dizer a língua de uma comunidade é um código que serve como um veículo para o envio e a recepção de informações entre seus membros, do mesmo modo podemos perguntar: como se deu a evolução do ensino e da arte, quais foram suas influências de ordem estética, pedagógica e filosófica, e as metodologias utilizadas durante estes 48 anos? _ SEBINHO_ Admiro e compreendo os grandes artistas, sobre eles entendo muitas coisas fundamentais, por exemplo: eles são sempre homens bem além da preocupação estética, consideram seus ofícios ferramentas duplamente adequadas, tanto para cavar nas infinitas reservas do conhecimento quanto para materializar suas descobertas em obras palpáveis...técnica de redação saber escrever bem preciso os manuais reunidos oferecem a instrumentação necessária ao trabalho intelectual, quando decoramos mecanicamente regras e conceitos, como se faz frequentemente nos cursos daqui, tudo aquilo que deu tanto trabalho para memorizar á força é esquecido imediatamente após a prova. comparei a impressão que eles me deixam com o som de boa música quando chega aos nossos ouvidos, com os silêncios necessários...
Quando existe obra, o resto é pura falação!

Postado por Robson