terça-feira, 8 de abril de 2008

A INCULTURA PORTUGUESA

Sintra


Ainda a propósito de monumentos quem queria só expressar aqui a minha desilusão com certas situações.

É sabido que o Ministério da Cultura é dos que mais contribuem para o orçamento de estado. Ainda assim é triste perceber que os portugueses não sabem fazer dinheiro. O Palácio da Vila de Sintra é um dos monumentos mais visitados do país, é até mais conhecido no estrangeiro que em Portugal, mas quem quiser comprar uma qualquer lembrança alusiva ao monumento não encontra praticamente nada. Não há um pin, um magnético, um lápis, nada com o nome do palácio.


Tibães


Segundo parece tudo se deve à recente mudança de tutela, com a extinção do IPPAR e a integração dos monumentos num novo organismo chamado IMC. Quando se deu a mudança os artigos começaram a deixar de chegar às lojas, agora é preciso esperar que o IMC mande fazer novas peças. Isto tudo parece surreal quando se sabe que se tratam de dois organismos geridos pelo Ministério da Cultura. Entretanto passem por Mafra, Queluz ou Sintra e vão encontrar artigos do Museu dos Coches, de Arte Antiga ou do Traje, só não encontram conseguem é encontrar quase nada sobre os respectivos monumentos, nem sequer um livro, em inglês ou português.

Ainda sobre monumentos e museus, o ano está no início mas já se anunciam as habituais dificuldades de falta de pessoal de guardaria. O Mosteiro de Tibães já anunciou que vai ter que reduzir o horário de abertura por falta de pessoal.
Entretanto o estado vai anunciando que pretende combater a precariedade no emprego em Portugal. Entretanto o IMC prepara-se para admitir pessoal a termo certo e a recibos verdes para suprir a falta de pessoal.
Faz lembrar a velha máxima de Frei Tomás: "Faz o que le diz não faças o que ele faz."

4 comentários:

pinguim disse...

E depois queixamo-nos...
Portugal sepre foi o país do improvisado e do desenrasca, não há "simplex" que ajude...

The Unfurry Swear Bear disse...

queria dar enfase a uma frase :D "Isto tudo parece surreal quando se sabe que se tratam de dois organismos geridos pelo Ministério da Cultura." será assim tão estranho... idiotíco e anedótico isso é... :D
braços

socrates dasilva disse...

Isto é das coisas que mais me custa. Portugal tem um conjunto patrimonial-histórico lindissimo. É tratado de uma maneira humilhante. Os americanos fazem recordações de qualquer calhau que tem. Nós, nada...
Até os espanhoís valorizam mais o que tem. TRETA! (É pá, agora que estou a ouvir, tens uma musica bem gira...)
abraço

Special K disse...

Pinguim: Por isso este país está como está.
Um abraço.

Unfurry: Isso é apenas uma ninharia. Este país é mais surreal que um quadro do Dali.
Um abraço.

Meu caro Sócrates, só para te dar um exemplo; no ano passado, o Metro de Tóquio lançou uma série de bilhetes com a imagem do Palácio Nacional de Sintra. Por cá nem se lembraram dele para as "malditas Maravilhas".
Um abraço.