segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

FREEHELD


Este ano não houve Ellen DeGeneres nem Melissa Etheridge aos beijos à sua companheira. No entanto a mensagem anti-homofóbica também se fez ouvir.

Freeheld - Melhor curta metragem documental.
A detective Laurel Hester, da polícia de Nova Jérsia, passoou 25 anos a lutar contra o crime e a trabalhar em prol da comunidade.
Quando lhe é diagnosticado um cancro em fase terminal vai se ver perante a maior batalha da sua vida, lutar contra o preconceito da sociedade para que, Stacie, a sua companheira, possa usufruir de uma pensão após a sua morte. Uma coisa simples e banal para qualquer casal heterossexual.


A realizadora Cynthia Wade:
«Thank you. It was Lieutenant Laurel Hester's dying wish that her fight for, against discrimination would make a difference for all the same sex couples across the country that face discrimination every day. Discrimination that I don't face as a married woman. Sheila Nevins and HBO for making this film have a broadcast and a home on Cinemax later this year. To my husband Matthew Syrett, who took care of our children and held down a full-time job so that we could make this film. And to our incredible team in New York, thank you so much.»

7 comentários:

gitas disse...

Parece interessante o filme.
Beijos

rato do campo disse...

É das reivindicações mais essenciais que se faz o verdadeiro génio. Abraço!

Algbiboy disse...

Sem dúvida uma história tão banal para a maioria, mas uma impossibilidade para quem apenas quer os mesmos direitos... Enfim.
Abraço grande
Miguel

Noivo disse...

fiquei curioso!

Special K disse...

Gitas: Parece mesmo bastante interessante. Tenho alguma esperança que seja incluido na programação do Queer ou do Doc. Lisboa. Ou então que algum canal de TV se lembre de o apresentar. RTP2 estão-me a ler?
Bjks

Rato do Campo: Totalmente de acordo.
Um abraço.

Algbiboy: Mais uma vez, totalmente de acordo. Tenho esperança que em breve os direitos comecem a ficar cada vez mais iguais.
Um abraço.

Noivo: Eu também.
Um abraço.

pinguim disse...

E houve um galardoado que no agradecimento, dedicou o prémio ao seu namorado, não tenho agora presente quem...

Special K disse...

Pinguim, falhei essa parte, não reparei.
Um abraço.