domingo, 17 de fevereiro de 2008

AS MINHAS MÚSICAS

A Wind passou-me este desafio músical. Como é terreno onde eu me sinto à vontade não hesitei em aceitar o desafio. A idéia é recordar as músicas que me fizeram "abanar o capacete" durante a minha juventude. Mais do que "abanar o capacete" aqui ficam algumas das que mais me tocaram:

A década de 80 foi a que me acompanhou dos 10 aos 20 anos e quase todas as minhas escolhas são dessa altura.
Sempre ouvi muita música, dos mais variados géneros mas pela juventude os meus sons preferidos eram o heavy metal, o punk e o rock mais alternativo que alguns chamavam de vanguarda.

Sérgio Godinho, "Canto da Boca", 1980

Um dos primeiros a bater forte foi este senhor que em 1980 lançou este disco chamado "Canto da Boca" e que contém algumas das suas melhores músicas. Ainda hoje o Sérgio é para mim o melhor músico e compositor português.

Duran Duran, "Rio", 1982

Este foi um dos maiores êxitos dos anos 80. Os Duran Duran marcaram muito a minha pré-adolescência, era mesmo doido por eles. O mesmo não aconteceu aos seus derivados: Wham, Modern Talking, ou mais recentemente os Take That, que passava muito bem sem os ouvir.

Motörhead, "Ace of Spades, 1980

Com os quinze anos veio a fase heavy metal e estes senhores apadrinharam a minha estreia no velhinho Dramático de Cascais. Para mim ainda são uma das maiores bandas da história do rock.


The Clash "London Calling", 1979

Nos anos 80 não havia sítio onde não se dançasse ao som de "Should I Stay or Shoul I Go". Enjoei essa música mas os Clash serão sempre os Clash.

The Pixies, "Surfer Rosa", 1988

O rock alternativo também fez as minhas delícias; Siouxie, Joy Division, Cure, Echo and the Bunnymen ou os fabulosos Pixies.

Led Zeppelin, "IV", 1971

Claro que a melhor banda de sempre da história do rock não poderia faltar.

Desta vez vou passar o desafio, aqui estão as minhas vítimas:

Chauffer Navarrus, como músico que é seria interessante conhecer as suas escolhas.

Zé & Paulo, já que estes senhores, "together", nos têm dado algumas boas músicas quero também ver o que vão escolher.

João, Pinguim, outro senhor que também não passa sem boa música.

Luís, Gayfield porque sei que também gosta de boa música.

Rato do Campo, amigo, diz-me o que se ouvia aí no campo na tua juventude.

14 comentários:

jnavarro disse...

Caro Special K,

Não vou negar o desafio. Gostei aliás... fico aqui a pensar... já estou em viagem pela caixinha das memórias...
Felicito-te e agradeço a lembrança.

Enquanto me organizo para fazer o post em resposta ao teu, não posso deixar de, desde já, avançar num beve comentário algumas das primeiras memórias...

Lembro-me das férias, longas viagens (na altura)a caminho do Algarve, com os meus pais... Joe Dassin "Les Champs-Élysées" e a Ópera do Malandro são as que, de repente, me vem à cabeça...

Posteriormente... e quando ainda jovem caminhava para o Bairro Alto, passei a fase "terrorizer" a ouvir Pantera, White Zombie, e os grandes Rage Against the Machine... Não fiquei indiferente aos Pixies, The Clash, Cramps... apesar de já estar para aqui a misturar alhos com "bugalhos"...

Desde cedo que me apaixonei também pela música portuguesa... Rui Veloso, Jorge Palma, Paulo de Carvalho, Sergio Godinho, Vitorino...etc...

Não me surpreende gostares de Sergio Godinho... De facto um dos mais brilhantes músicos... A sua forma de interpretar continua a ser uma referência única...
Sabes, curiosamente o meu baterista foi o baterista do Sergio durante 25 anos... Há dias, em casa dele, estive a ver um filme caseiro - home video - onde está o Sergio, muito jovem, a ser recebido pelo Samora Machel...

Delicioso... Um dia talvez te possa mostrar isso. Por agora ando a ver o seu concerto gravado em 1997 no Coliseu, uma prenda que o meu baterista me oferecereu esta semana. Esse concerto e um outro com o Rui Veloso no festival de Jazz de Cascais em 1984.. Fantástico... Um grande concerto de Blues.

Não me esquecerei do post... Vou-me organizar
Boa semana

wind disse...

Obrigada por teres respondido.
Temos algumas em comum, só que não as escrevi:)
Beijos

Special K disse...

Meu caroz Jnavarro o Joe dassin e outros nomes da canção francesa também fazem parte das minhas memórias, pois conheci-os através dos meus pais. Os Pantera, White Zombie ou os Rage, que espero matar saudades ao vivo este ano, já fazem parte das minhas paixões da década de 90 mas não deixam de estar entre os meus favoritos.
Curioso que julgava que eras pessoa para ouvir Cramps.

Quanto ao baterista já reparei que era o Paleka, que senão me engano também tocou na Go Graal Blues Band. de qualquer modo é já um histórico da bateria como Guilherme Inês ou José Salgueiro que também já tocaram com o Sérgio.
Obrigado por este comentário.
Um abraço.

Special K disse...

Wind nem precisas de agradecer, desafios sobre música ou cinema são mesmos dos que eu gosto.
Bjks

rato do campo disse...

Mas é evidente que te digo o que ouvia na minha juventude. E que ainda ouço hoje... Obrigado por me considerares! Deixa-me só acabar o serviço que tenho agora em mãos (vim aqui fazer uma pausa), e já trato disso... Abraço! :)

pinguim disse...

Caro amigo
quando vi o teu comentário no meu post, não imaginava que fizesse parte deste teu desafio, e logo ali respondi, de uma forma genérica, como já deves ter reparado; para quem não conhece ou visita o meu blog, posso voltar a dizer que passava dos Beatles aos Stones, muita música francesa e italiana, quer ligeira (Adamo, Siivye Vartan, J.Hallyday, Dalida, Rita Pavone) até outra mais séria (Brel, Brassens, Grecco), aos Sheiks,à música de intervenção (Zeca, Adriano, Luís Cília) sem esquecer a guitarra de Paredes.
Abraço.

rato do campo disse...

Já 'tá! ;)

jnavarro disse...

Caro Special K,
Só depois de fazer o post que me pediste e de ler o teu comentário vi aqui a tua resposta.

Cramps foi um dos nomes que referi no meu post e que me tinha esquecido de falar aqui. "Naked girl falling down the stairs"... era um dos temas de eleição que ainda tenho aqui guardado algures... já um bocado riscado talvez, por causa das filhas que passam a vida a baralhar-me os discos, as caixas...etc

Eu é que agradeço o desafio que me fez lembrar de muitas coisas boas que estavam adormecidas.

Um grande abraço e até breve!
Casino, right?

Special K disse...

Rato do Campo:
Eu é que agradeço pela tua resposta. A minha opinião sobre as tuas escolhas já a deixei por lá na tua toca.
Um abraço.

Special K disse...

Pinguim:
Já tinha lido visto por lá as tuas escolhas. Também só te tenho a agradecer pela resposta. Alguns dos grandes nomes da canção francesa e italiana conheci-os ainda na infãncia pela via familiar. Felizmente sempre cresci a ouvir música, por isso ela é tão importante para mim.
Um abraço.

Special K disse...

jnavarro: Também acordaste muitas lembranças e os Cramps foram um bom exemplo. Quanto ao Casino estava a pensar nisso, tenho que rever as datas, mas penso não faltar.
Um abraço.

Luis disse...

Gosto de algumas das tuas escolhas musicais, mas outras não me tocaram na época. O que até é normal, porque é assim que nos encontramos e nos desencontramos no mundo global. E aceitei o desafio, como já to deixei dito no Gayfield, só que vou precisar de mais tempo para fazer tudo como eu gosto. Para já faço lista(s), porque acho que devo seguir um duplo critério: o que vai mais de encontro ao teu desafio, e o que ficaria mais de acordo com o espírito do nosso blogue. Creio que vou ainda ter que tirar uma ou duas fotos pelo meio e, por isso, a coisa pode demorar algo mais. Mas vai seguindo, que em breve terás a resposta. Obrigado pelo convite, pelo desafio! Abraços,

Special K disse...

Luís:
Força eu fico à espera. Todas as bandas que escolhi tocaram-me naquela época mas também há muitas outras que na época eu detestava e que agora gosto e muito.
Um abraço.

Luis disse...

Já te deixei a resposta. Um abraço