domingo, 23 de março de 2008

UMA PÁSCOA TRANSMONTANA

Finalmente acabou-se a Páscoa e a invasão espanhola regressa agora às origens.
Se excluir-mos a parte religiosa, as festividades pascais trazem-me grandes recordações.

Como já contei por aqui, passei a infância numa pequena vila transmontana. Por lá a Páscoa é vivida com grande intensidade.
Um dos rituis mais interessantes é a procissão dos sete passos. Todas as sextas feiras, durante a quaresma, realiza-se um curioso e algo macabro cortejo que representa a encomenda das almas. À meia e totalmente às escuras homens, de negro e encapuçados, partem da igreja matriz arrastando ferros e correntes pelo chão. O compasso é certo, a cada sete passos, param para bater com as correntes contra o chão de granito, fazendo um barulho medonho.

Na sexta-feira santa, outro ritual bizarro, a Procissão dos Passos. O percurso começa na Igreja da Misericórdia e vai até à Igreja Matriz, são cerca de cem metros que se fazem em cerca de duas horas.

Para um puto que adorava filmes de cowboys, o Domingo de Páscoa era em cheio:
Um boneco de palha, representando Judas, é pendurado numa árvore,e coberto de explosivos. Ao passar o cortejo faz-se explodir o boneco, para grande alegria da população que assim consuma uma espécie de vingança virtual pela traição do apóstolo.



Para mim o dia grande das festas era mesmo o último.
Na segunda-feira, após a Páscoa, é dia de feriado municipal e toda a vila se encontra à beira do Douro para o "desfazer do folar". É um dia inteiro de confraternização com boa comida e melhor bebida, numa das mais belas paisagens do país.
Quem me dera estar lá hoje.

6 comentários:

pinguim disse...

Essas tradições são o melhor, na minha opinião, que tem o período pascal.
Abraço.

gitas disse...

Bem bom o que descreveste:)
Belas fotos:)
Beijos

Noivo disse...

bons costumes!

socrates dasilva disse...

Concordo plenamente com a tua afirmação da beleza do Douro... Vivi lá alguns anos e para mim Trás os Montes é do melhor que o nosso país têm. E as amendoeiras em for?
Abraço

Special K disse...

Meu varo Pinguim, são mesmo do melhor e eu tenho um grande carinho por esta terra que me acolheu durante seis anos da minha vida.
Um abraço.

Gitas:
Obrigado.
Um beijo.

Noivo: Bons costumes é comigo mesmo.
Um abraço.

Special K disse...

Sócrates da Silva:
É com grande alegria que recebo o teu comentário. Já agora, se não é indiscrição, posso saber em que zona de Trás os Montes viveste?
Um abraço