sábado, 18 de agosto de 2007

MARINHEIRO


Marinheiro, Marinheiro
Marinheiro de amargura
Por tua causa, Marinheiro
Vou baixar à sepultura...

As ondas batiam
E na areia rolavam
Lá se foi o Marinheiro que eu tanto amava...

O amor de Marinheiro
É amor de meia hora
O navio levanta ferro
Marinheiro vai embora...

José Mauro de Vasconcelos
"O Meu Pé de laranja Lima"
Foto: Pierre et Gilles

3 comentários:

wind disse...

Lindíssimo.
li esse livro há muitos anos, mas já não me lembro muito bem.
beijos

pinguim disse...

Um livro maravilhoso - ai, esse Xururuca..., e uma gravura muito bela dos desconcertantes Pierre et Gilles (Capazes de coisas muito belas e de outras que não gosto, desta gosto.)
Abraço.

Special K disse...

É um belo livro sobre um rapazinho que tem como amigo e confidente um pé de laranja lima. é para verem que a idéia de se falar para uma árvore como se esta fosse o espírito da falecia mãe não tem nada de original :D

O marinheiro uma fantasia tão forte dentro do imaginário gay. é só ver nos filmes e na literatura (prosa e poesia).

Um abraço a todos.