quinta-feira, 2 de agosto de 2007

CAMPFIRE

10 comentários:

hotspot_fortaleza disse...

FALA SÉRIOOOO ...

ADORO SEU BLOG CADA VEZ MAIS

BEIJOS E MAIS BEIJOS

http://hotspotfortaleza.blogspot.com/

Sweet Porcupine disse...

Olá special k.

Esta curta é simplesmente genial!!!
Quantos sentimentos aqui podem ser explorados e descobertos!
É um "brokeback mountain" bem mais actual do que se julga!
O facto de se passar com escuteiros, faz-me recordar um artigo que saiu na passada 6ª feira no DN, polémico, e que pelos vistos ninguem... repito NINGUEM fez absolutamente nada nem tao pouco comentou!
O artigo falava de um encontro escutista, em que pelo meio a pérola era:"Se algum membro for homosexual, nós aconselhamos um médico especialista e mostramos-lhe a verdadeira orientação!"

Fantástico realmente!!
Incutem desde cedo aos mais novos uma descriminação para com quem seja "diferente" deles!!

Por vezes não é facil aceitarmos a nossa condição/opção sexual.... mas é aquela que deveriamos sempre ..... SEMPRE seguir!

Excelente post..... em que até eu (porcupine) apareço no inicio!!!!

:D:D:D:D:D:D:D:D

Beijinhos ouriçados.... e acho que vou ver de novo este magnifico campfire!

RIC disse...

Quando procurava conhecer melhor este belga/flamengo, eis que encontrei o que tinha em mente escrever como comentário. Nem de propósito...
«I think this really is a film about true love. My hero in this film is Ineke. The main chracters go crazy in a rollercoaster of emotions, but Ineke is the one who keeps her common sense. She sticks to true to love without prejudice» (Bavo Defurne).
É também a minha leitura do filme.
Obrigado! :-)

pinguim disse...

Esta pequena pérola cinematográfica do realizador belga Bavo Defune, faz parte da minha bastante vasta colecção de filmes(curtas e longas), sob a temática GLBT, que fui arranjando aqui e acolá, sendo a grande maioria deles desconhecida do público, pois apenas correm no circuito dos festivais mundiais desse tema.
Esta curta é particularmente importante por questionar tanta coisa que tem a ver com a natural evolução do homem (masculino) durante uma fase da sua vida- a adlescência -, em que tantas coisas passam por todos nós: Mesmo aqueles que não são gays ou bissexuais, quase todos têm na sua vida momentos de "confusão" dos quais tantos "fogem" com medo...de eles próprios, apenas, talvez.
As semelhanças, na primeira parte do filme são realmente grandes com "Brockback Mountain", sendo este filme muito anterior.
Aproveito para lembrar que Defune tem outro títulos curiosos na sua filmografia, destacando um também belíssimo "Matroos".
Se por acaso alguém estiver interessado neste tipo de filmes (nada de filmes porno), gostaria que entrassem em contacto comigo (o meu mail está no meu blog).
A ti, caro amigo um obrigado pela divulgação deste filme.
Abraço forte.

Special K disse...

Obrigado Hotspot.
A porta está sempre aberta.
Um abraço.

Special K disse...

Olá Porcupine, não li o artigo mas fiquei verdadeiramente chocado. Como se a homossexualidade se curasse com uma ida ao médico. Como se um homossexual fosse alguém que achasse que se precisava de curar.
estas coisas só vão baralhar ainda mais a cabeça destes jovens à procura de uma identidade.
Não é de admirar que o principal grupo de escoteiros portugueses seja de inspiração católica.
Beijinhos

Special K disse...

É verdade Porcupine apareces no início e quando vi o filme lembrei-me de ti.
Beijocas ouriçadas.

Special K disse...

Foi por acaso que dei de caras com este delícioso filme no YT e não conhecia nada do autor, vou ter que investigar.
Concordo que a Ineke é a única que mantém o bom senso, apesar de, na sua boa fé, precipitar os acontecimentos finais com aquela brincadeira.
Um abraço.

Special K disse...

Olá Pinguim.
eu gosto muito de cinema e tenho uma grande encanto pelas curtas. Não conhecia nem nunca tinha ouvido falar do autor mas fiquei interessado.
Agora dou graças ao YT porque sem ele nunca teria tomado conhecimento desta e de muitas outras preciosidades.
Um abraço grande para ti também amigo Pinguim.

Sarracenia purpurea disse...

ESta curta está espectacular! Sempre adorei histórias de amor.
Beijos