segunda-feira, 6 de agosto de 2007

CONSTRUÇÃO


Como eu gosto de ouvir a música e acompanhar as letras, aqui está uma das minhas preferidas do Chico:
Pela maneira como a letra vai variando talvez também se pudesse também chamar: "Desconstrução"

Construção

Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou como se fosse um náufrago
Dançou e gargalhou como se ouvisse música
E tropeçou no céu como se fosse um bêbado
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote flácido
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão atrapalhando o tráfego
Amou daquela vez como se fosse o último
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho seu como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo bêbado
Subiu a construção como se fosse sólido
Ergueu no patamar quatro paredes mágicas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e tráfego
Sentou pra descansar como se fosse um príncipe
Comeu feijão com arroz como se fosse o máximo
Bebeu e soluçou como se fosse máquina
Dançou e gargalhou como se fosse o próximo
E tropeçou no céu como se ouvisse música
E flutuou no ar como se fosse sábado
E se acabou no chão feito um pacote tímido
Agonizou no meio do passeio náufrago
Morreu na contramão atrapalhando o público
Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contramão atrapalhando o sábado

Chico Buarque, 1971

Já agora este é um ano em grande para quem gosta da boa MPB. Já por cá passou o Chico, a Bethânia, Ney Matogrosso e até mesmo S. Ex. o Ministro da Cultura do Brasil. Só faltava o Caetano e ele vai estar no Coliseu nos dias 12 e 13 de Outubro. Já tenho lugar marcado para uma datas.

13 comentários:

pinguim disse...

Meu caro P.
estive a seleccionar músicas para ir pondo no blog, o que me deu um fim de semana muito divertido, pois ouvi músicas das quais quase não me lembrava, e que hei-de ir pondo, para quem queira ouvir, e tem graçã que uma das seleccionadas foi esta do Chico, o que é sinal que não estamos muito fora de uma certa sintonia musical.Claro que escolherei outra música dele, pois tirei várias.
Abraço.

Special K disse...

João, a música, não podemos viver sem ela. Pelo menos eu não posso, sempre foi muito importante para mim.
Podes por a música que quiseres não te deixes condicionar por mim.
Um abraço.

Sweet Porcupine disse...

Excelente .....excelente!!!

Cresci a ouvir este sr!

(que saudades!)
Beijinhos ouriçados

Special K disse...

Olá Porcupine.
O Chico é sempre excelente. lembro-me quando era miúdo andava sempre a cantar: "agora eu era o herói e o meu cavalo só falava inglês, e a noiva do caubói(isto foi antes do Brockeback Mountain)era você além das outras três".
Beijocas ouriçadas.

RIC disse...

Ah, o moreno de olhos verdes!...
Dele, aquela que me lembro mais vezes é «Tanto Mar», por razões óbvias...
Abraço! :-)

Special K disse...

Ricardo, eu não queira mas tu obrigaste-me:
Já o vi ao vivo, bem de perto (primeira fila) ele tem mesmo uns olhos lindos, um grande charme e aquela eterna cara de garoto reguila...
Um abraço.

RIC disse...

(... Depois eu é que o obriguei a estender o guardanapo sobre as virtudes do moreno de olhos verdes... Está bem! Posso viver com isso... Rsrs!)

Sweet Porcupine disse...

Special K
epá.....sabes que essa é uma das minhas musicas favoritas?? e realmente curiosamente,volta e meia (tb) ainda a canto!

:)

Beijinhos ouriçados

Luis disse...

Essa canção é muito bonita, é mesmo uma das minhas preferidas pela voz do Chico. É bom que nos lembres tal, que o dês a conhecer a quem não o conheceu ainda. Abc,

Sarracenia purpurea disse...

Poema excelente!

Special K disse...

Olá Porcupine.
para mim também é especial e continuo a cantá-la.
beijinhos.

Special K disse...

Olá Luís.
esta é mesmo das minhas preferidas, adoro a maneira como ele constrói e descontrói a letra. Por acaso até era minha intenção dar esta música a conhecer, pois acho que, excluindo os fãs do Chico, pouca gente mais a conhece.
Um abraço.

Special K disse...

Olá Sarracenia também já tinha saudades tuas. O poema é excelente, aliás, tudo o que este homem faz é excelente.
beijinhos