quarta-feira, 18 de julho de 2007

MASTURBACIÓN


La masturbación es un caballo blanco
Galopando entre el jardín
Y el baño de mi casa
La masturbación se aprende
Mirando y mirando la luna
Abriendo y cerrando puertas
Sin darse cuenta que la entrada y la salida
Nunca han existido
Jugando con la desesperación
Y el terciopelo negro
Mordiendo y arañando el firmamento
Levantando torres de palabras
O dirigiendo el pequeño pene oscuro
Posiblemente hacia el alba
O hacia una esfera de mármol tibio y mojado
O en el peor de los casos
Hacia una hoja de papel como ésta
Pero escribiendo tan sólo la palabra
Luna
En una esquina
Pero sobre todo
Haciendo espuma de la noche a la mañana
Incluidos sábado y domingo.

Jorge Eduardo Eielson, Perú
"Ceremonia solitaria" - 1964

Poema que retirei do My Sensual World para ilustrar esta magnífica foto que encontrei pela internet já não me lembro em que lugar.

16 comentários:

RIC disse...

A América Latina é um poço de surpresas!... Impressionante como um poema destes é escrito no Peru em 1964! Fabuloso! Ignorava em absoluto...
Quanto à foto, tens razão: é poderosa e ganha muitíssimo em ser a preto e branco! Tenho para mim que o melhor erotismo é a preto e branco. A cor rouba todo o espaço à imaginação e à fantasia.
Gracias, niño! :-)

sniqper disse...

A prova das provas que tudo pode acontecer quando essa é a nossa vontade! Peru em 1964...
Dá para pensar como em Portugal 2007 estamos muito atrás de tal coragem!!!

Cumps.
sniqper

S.M. disse...

Belo poema e bela foto! Concordo 100% com o ric no que diz respeito � capacidade das imagens a preto e branco. Tamb�m � a minha fotografia preferida.
Special k, obrigada pela visita.
At� breve!

Sweet Porcupine disse...

Olá special K,
que poema fantástico!
A masturbação é um tema e um acto que todos praticam e todos têm medo ou vergonha de o admitir....infelizmente.
Afinal de contas é um acto que se faz com a pessoa que mais se ama!
Beijinhos ouriçados.

Sarracenia purpurea disse...

Já conhecia o poema e é mesmo espectacular. AInda mais, como referiu o Ric, para a época em que foi escrito.
beijos

Special K disse...

Olá Ric.
Fiquei tão surpreso e agradado como tu quando li esse poema pela primeira vez.
É verdade o preto e branco dá outro sentimento à imagem. Grande parte das imagens que tenho por aqui são a preto e branco.
Basta ver o meu outro blogue, as melhores imagens são a preto e branco.
Um abraço

Special K disse...

Caro Sqniqper
É verdade que estamos muito atrás mas não esquecer que houve em Portugal um grande poeta que nos anos 20 e 30 teve a coragem de escrever alguma da mais bela poesia homoerótica. Chamava-se António Botto e tão bem cantou ele o amor.
Um abraço

Special K disse...

Olá SM é realmente muito bela a imagem mas a Noite Estrelada do Van Gogh também é magnífica.
beijinhos a mais uma amiga e vizinha sintrense.


Sweet Porcupine
Eu pratico-a sem complexos e sem vergonhas. Já lá vai o tempo em que os padres me faziam sentir culpado por praticar esses actos pecaminosos.
Beijinhos espinhosos

Special K disse...

olá sarracenia eu ando sempre a pesquisar poesia pela internet e foi assim que cheguei a este poeta. E tal como todos vocês também me tocou o facto de um poeta sul-americano dos anos 60 escrever um poema a louvar uma prática tão reprovada pela igreja.
beijinhos

Shadow disse...

Um único adjectivo para o conjunto texto/foto: excelente!
Realmente a fotografia a P&B tem o dom de fazer a nossa imaginação fluir...
Desconhecia por completo o poema, e fiquei surpreendida quando reparei que foi escrito em 1964 no Peru. Quem diria(?)...

:-)

pinguim disse...

Bem, que dizer de algo excelente, quando tu já está excelentemente dito.
A comunhão foto/poema é muito boa e isso a ti se deve.
O tema do poema, a masturbação, é algo enganosamente evitado, não sei porquê, se todos a praticámos ou praticamos...
Apenas dou realce ao teu comentário sobre António Botto, pois tens toda a razão, muito antes de 1964 publicou poemas fantásticos tanto ou mais "ousados" que este.
Quando uma homenagem merecida a esse grande poeta maldito da primeira metade do século xx?
Abraço, amigo Paulo.

Anônimo disse...

Foto bela!
Beijos
sagitariana

gitas disse...

Tenho lá uma pequena coisita para ti:)
beijos

Special K disse...

Olá Shadow
A foto e o poema combinam mesmo muito bem. mal vi a foto lembrei-me logo deste poema que já tinha postado no outro blogue e de um outro da Maria Teresa Horta. Como o da MTH é sobre masturbação feminina decidi-me por este.
Beijinhos

Special K disse...

É verdade amigo João para quando uma homenagem digna a este grande poeta? Eu bem digo que tantos anos após a sua morte continua um poeta maldito. O que suei para conseguir um exemplar das "Canções" mas valeu a pena, não me canso de ler.
Um abraço

Special K disse...

Obrigado Sagitariana, a foto é mesmo bela. Confesso que de início tive medo que fosse ousada demais mas acho que não, já vi bem pior.
beijinhos


Obrigado Gitas já lá vou espreitar.
Beijinhos