quarta-feira, 17 de outubro de 2007

STARDUST



Somos sempre crianças e nunca deixamos de gostar de contos de fadas.
Quem nunca sonhou com o fantástico mundo de Oz ou com o País das Maravilhas de alice?
"Stardust" aparece no meio desta nova moda de Hollywood que parece apostar na fantasia. Tudo começou com a trilogia do "Senhor Dos Anéis" e seguiram-se "Harry Potter" e "As Crónicas de Nárnia".

Wall é uma pequena aldeia situada junto a um misterioso muro que não é mais que uma fronteira a separa de um reino mágico.
Tristan(Charlie Cox) é um jovem que se perde de amores por Victoria(Sienna Miller). Victoria simpatiza com ele mas está realmente interessada em Humphrey, interpretado por Henry Cavill (deuses como ele é lindo, viram "Os Tudors"?). Numa bela noite eles avistam uma enorme estrela cadente, não podendo competir com o anel que o rival prometera a Victoria, Tristan decide partir em busca da estrela para a oferecer à rapariga. Para isso terá que passar o muro e entrar no reino mágico.
O problema é que aquela estrela (Claire Danes) traz com ela o segredo da vida eterna. Para chegar até ela Tristan vai ter que enfrentar uma malvada bruxa (Michele Pfeiffer, sempre deslumbrante) e Septimus(Mark Strong) um perverso príncipe.

"Stardust" não será uma obra prima do cinema mas é um conto maravilhoso que vale a pena nem que seja só para ver a magnífica interpretação de Michelle Pfeiffer, fabulosa transformada em bruxa má. Ou Robert de Niro, como um pirata caçador de raios com uma terrível reputação, que não é bem assim... Há também lugar para esse grande senhor chamado Peter O'Toole fazer uma perninha como rei moribundo.

Let's look at the trailer:

4 comentários:

Paulo disse...

É bom sonhar. Eu gosto deste tipo de filmes para aliviar os dias e divagar. Stardust está à espera na lista. E no fundo também não me interessa, nestes filmes, que sejam obras primas mas que contem bem uma história. Abraços

Special K disse...

Paulo:
Vale mesmo a pena e repara bem no personagem do Robert de Niro, espectacular! Só mesmo ele.
Um abraço

gitas disse...

Desculpa a sinceridade mas não sou apreciadora desse tipo de filmes. Agora os actores, são do melhor:)
beijos

pinguim disse...

Mais um filme dos muitos que há para ver. Robert de Niro homossexual, deve ser o máximo...