quinta-feira, 18 de outubro de 2007

JAN SAUDEK


Primeira fotografia, 1953

Pieta, 1990


Brothers, 1986

The Chains of Love No. 2, 1987


Portrait of Man, 1984

Pavla Poses for The First and Last Time, 1978


Nascido em Praga em 1935 conheceu bem cedo as agruras da vida. Ele e um irmão escaparam à morte ainda em crianças quando estiveram internados num campo de concentração nazi.
Inspirado em "The Family of Man" de Steichen começou a dedicar-se à fotografia. Saudek tornou-se então no mais conhecido e influente fotógrafo da antiga Checoslováquia o que lhe valeu a desconfiança do regime checo.

As suas obras baseiam-se na sensualidade, na nudez, na família e até no grotesco. Muitas vezes eram os próprios familiares a servir de modelo.
The Dancer, 2001
First Kiss to a Little Brother, 1982

Dancers, 1984

Portrait of an Innocent Girl, 1997

The Knife, 1987

8 comentários:

Paulo disse...

Adoro o Saudek. É um dos meus de eleição. Não conhecia a primeira foto, as dos lábios. Tão sugestiva.

Special K disse...

Também eu adoro o Saudek. Ontem estive a desfolhar um livro com trabalhos dele e lembrei-me logo de fazer um post.
Quanto à primeira foto, acho-a linda. Se gostaste vê então esta versão: http://www.saudek.com/en/jan/obrazy.html?typ=f&l=42&f=45

gitas disse...

Conheço e gosto:)
Beijos

Paulo disse...

Special K, obrigado pelo link. De facto, já tinha estado no site, mas não tinha prestado grande atenção... enfim, é o que dá a pressa.

Special K disse...

Gitas e Paulo:
É dificil não gostar deste magnífico fotógrafo. Quando puderes vai lá com mais calma, o site merece ser bem explorado tantos as fotos dele como da sua companheira.
Um abraço

pinguim disse...

Belìssimas fotos de um fotógrafo que desconhecia (mea culpa)...
Vou ver o site que aconselhas e a foto preferida é realmente a primeira.
Obrigado pela partilha.
Abraço.

Shadow disse...

A primeira foto remete-me para Nizar kabanni, «Ontem»! Fantástico!
Obrigada!

Beijinho :-)

Sweet Porcupine disse...

special ..... fantástico.....ja não via este magnifico génio ha uns bons tempos!
Obrigada por recordares!

:)

Beijinhos ouriçados