domingo, 27 de setembro de 2009

YO SOLO MIRO



Na categoria de Melhor Curta-metragem "Yo Solo Miro" de Gorka Cornejo, foi a escolha do público do Queer Lisboa 13.
Os meus parabéns para Mina Orfanou, que venceu na categoria de melhor Actriz pela sua interpretação “intensa e tocante, pela energia e entrega física” como transexual em "Strella: a Woman`s Way", do realizador grego Panos Koutras.

"Fig Trees" do canadiano John Greyson, um filme que aborda o tema do HIV, foi o vencedor na categoria para Melhor Documentário.
Mais uma vez os meus parabéns ao João Ferreira e à Associação Janela Indiscreta pela organização de mais um Queer Lisboa. Para o ano há mais.

Um comentário:

pinguim disse...

Guardo os comentários sobre o Queer para um próximo post, onde porei esta curta, que tenho guardada desde que a vi, como ontem te disse...