segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

A MINISTRA ISLANDESA

Johanna Sigurdardottir

Pois é meus amigos, por todo o lado se fala em crise, no entanto essa crise já trouxe ventos de mudança e condicionou duas curiosas mudanças políticas:

Nos Estados Unidos foi eleito o pimeira primeira vez na sua história um presidente negro, isto num país onde, não há muitas décadas, os negros ainda lutavam pelos seus direitos.
Entretanto lá longe, no norte da Europa há um país de que raramente se houve falar, apenas se sabe que tem paisagens lindíssimas e que é frio como o caraças. Da Islândia a única coisa que alguns portugueses conhecem é a música da Börk e dos Sigur Rós.


No entanto as coisas mudaram, agora o país do gelo é conhecido por ser o primeiro do mundo a possuir uma Primeira-Ministra lésbica assumida; Johanna Sigurdardottir, era Ministra dos Assuntos Sociais e subiu ao poder na sequência da demissão de Geir Haarde. A sua missão não é fácil, pois há que salvar o país da bancarrota e tem apenas poucos meses para mostrar o que vale pois o seu governo é interino e as eleições legislativas são já em Março.

Islândia

Para Obama e Sigurdardottir, só posso desejar boa sorte, bem que precisam. No entanto não posso deixar de ficar triste por se dar mais importância à cor e à orientação sexual dos políticos em lugar das suas competências. Espero então que chegue o dia em que a eleição de um negro, de uma mulher ou de um homossexual deixe de ser notícia, isso seria sinal de que os preconceitos e as discriminações chegaram ao fim.

5 comentários:

Kapitão Kaus disse...

Apoiado!

Arion disse...

Lá chegaremos! A verdade é que essas barreiras ainda persistem, ou não seriam tão referidas... Abraço!

pinguim disse...

Apesar de tudo, ventos de mudança!
Abraço.

Tong Zhi disse...

Tens toda a razão quanto à conclusão do teu texto.
Entretanto, só o facto dela ser lésbica e ser escolhida, já é um sinalinho...

wind disse...

Concordo contigo.
Beijos